Paróquia vivencia com grande devoção a Vigília Pascal


Cerca de 2 mil pessoas se reuniram na noite de sábado, dia 20, na Matriz Santa Inês, para a celebração da Vigília Pascal: a liturgia mais solene da Igreja Católica. A celebração lembra toda história do povo de Deus e seu processo de salvação, que se inicia na criação do mundo e se concretiza na Ressurreição de Cristo.

A celebração inicia-se em silêncio e com a igreja em penumbra. Logo no início foi feita
a bênção do fogo novo e a consagração do Círio Pascal. Após os fiéis puderam acender suas velas na luz do Círio e juntos, escutaram o “Exulte”: canto que narra história do povo de Deus e anuncia a gloriosa ressurreição de Jesus.

As três primeiras leituras lembram a criação do mundo, a fuga do povo de Israel da escravidão do Egito e a promessa que Deus firmou em mandar seu filho unigênito para a redenção dos homens. Em sequência a essas leituras foi cantado o hino de louvor, que anuncia, definitivamente, a ressurreição de Cristo. Em sequência ainda foi feita uma quarta leitura, agora do novo testamento, e a proclamação do Evangelho.

Na homilia da vigília celebrada às 17h, Frei Daniel Dellandrea lembrou aos fiéis a importância de permanecer próximo de Deus, para se afastar da escuridão e receber sua benção. O celebrante ainda disse que por muitas vezes as trevas da vida envolvem o ser humano, trazendo o medo e a tristeza, mas que a luz de Cristo Ressuscitado sempre brilhará para aqueles que vivem verdadeiramente o seu batismo.

Após a homilia, os fiéis acompanharam o rito de bênção da água e fizeram, juntos, suas renovações das promessas batismais. A vigília encerrou-se com a Consagração e o momento da Comunhão.

Por Luiz Turati
Fotos: Jean Fabrizzio.