De volta ao lar! Missa de reinauguração convida os fiéis a um restauro pessoal

A reinauguração da Igreja Santa Inês começou com um clima sereno e tranquilo, um restauro de paz nos corações ansiosos da comunidade. Com apenas algumas luzes acesas e uma suave melodia sendo dedilhada em um violão, a igreja recebia os fieis para a missa.

De maneira diferenciada, o início da celebração foi marcado por uma voz acolhedora que ressoou pelas caixas de som dando boas vindas, como se fosse às paredes da nossa igreja se fazendo viva entre todos. E foi neste momento que as luzes se acenderam, seguidas por um coro de palmas e muita emoção.

Os detalhes da reforma puderam ser apreciados pela comunidade. O teto, inteiramente renovado, agora traz um tom mais claro, mas ainda nos lembra da rede de pesca que tanto caracteriza a nossa igreja. E foi justamente sobre a pesca que falava o evangelho daquela sexta-feira. O dia em que Jesus disse a Simão Pedro: “Não tenha medo; de agora em diante você será pescador de homens”.

Esta comparação foi utilizada pelo Frei Daniel durante a homilia, pois novos pescadores de homens se formam naquele lugar todos os dias. Após compartilhar com a comunidade tudo o que havia sido reformado, ele chamou a atenção para a oportunidade de restaurar a comunidade em que vivemos e a nossa vida.
“Assim como cada quadrado deste teto foi reformado, cada pastoral também é chamada para a restauração.” Comentou o Frei, pedindo também para que cada um se avaliasse como comunidade e como individuo, renovando seu estado de espírito, sua fé, seu olhar sobre os outros e sobre si mesmo.
Após a comunhão, os fieis foram chamados para, junto com os Freis, fazerem a benção do sacrário. Um singelo momento de profunda intimidade com Deus, onde as mãos de toda a igreja se ergueram em direção ao santíssimo. Em seguida, o Grupo de Jovens Franciscano Paz e Bem fez uma tocante apresentação de dança, onde duas pessoas se conheciam e se conectavam pelo que sentiam e não pelo que viam, assim como fazemos com Deus todos os dias.

Ao final, a igreja também comemorou o aniversário de 50 anos de ordenação sacerdotal do Frei Conrado Lindmeier. Muito querido pela comunidade, ele foi homenageado com um texto que refletia sobre a sua trajetória na vida religiosa e sua missão como pescador de homens. Destes 50, há sete anos Frei Conrado está conosco na Paróquia Santa Inês.

A celebração se encerrou com um agradecimento emocionado, seguido de uma confraternização entre os Freis e os fieis. Com largos sorrisos e até mesmo algumas lágrimas, o sentimento de finalmente estar de volta ao lar resplandeceu entre todos.

Por Amanda Macuglia
Fotos: Jean Fabrizzio