Liturgia Diária

SÁBADO DA 4ª SEMANA - PÁSCOA


Vamos dirigir-nos aos pagãos.
Leitura dos Atos dos Apóstolos 13, 44-52
No sábado seguinte, quase toda a cidade se reuniu para ouvir a palavra de Deus.
Ao verem aquela multidão, os judeus ficaram cheios de inveja e, com blasfêmias, opunham-se ao que Paulo dizia.
Então, com muita coragem, Paulo e Barnabé declararam: 'Era preciso anunciar a palavra de Deus primeiro a vós. Mas, como a rejeitais e vos considerais indignos da vida eterna, sabei que nos vamos dirigir aos pagãos.
Porque esta é a ordem que o Senhor nos deu: 'Eu te coloquei como luz para as nações, para que leves a salvação até os confins da terra'. '
Os pagãos ficaram muito contentes, quando ouviram isso, e glorificavam a palavra do Senhor. Todos os que eram destinados à vida eterna, abraçaram a fé.
Desse modo, a palavra do Senhor espalhava-se por toda a região.
Mas os judeus instigaram as mulheres ricas e religiosas, assim como os homens influentes da cidade, provocaram uma perseguição contra Paulo e Barnabé e expulsaram-nos do seu território.
Então os apóstolos sacudiram contra eles a poeira dos pés, e foram para a cidade de Icônio.
Os discípulos, porém, ficaram cheios de alegria e do Espírito Santo.
Palavra do Senhor.
Os confins do universo contemplaram a salvação do nosso Deus.
Ou: Aleluia, Aleluia, Aleluia.
Cantai ao Senhor Deus um canto novo, / porque ele fez prodígios! / Sua mão e o seu braço forte e santo / alcançaram-lhe a vitória.
R.
O Senhor fez conhecer a salvação, / e às nações, sua justiça; recordou o seu amor sempre fiel pela casa de Israel.
R.
Os confins do universo contemplaram a salvação do nosso Deus. Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira, / alegrai-vos e exultai!
R.
Quem me viu, viu o Pai.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 14, 7-14
Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos:
Se vós me conhecêsseis, conheceríeis também o meu Pai. E desde agora o conheceis e o vistes. '
Disse Filipe: 'Senhor, mostra-nos o Pai, isso nos basta!'
Jesus respondeu: 'Ha tanto tempo estou convosco, e não me conheces, Filipe? Quem me viu, viu o Pai. Como é que tu dizes: 'Mostra-nos o Pai'?
Não acreditas que eu estou no Pai e o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo, não as digo por mim mesmo, mas é o Pai que, permanecendo em mim, realiza as suas obras.
Acreditai-me: eu estou no Pai e o Pai está em mim. Acreditai, ao menos, por causa destas mesmas obras.
Em verdade, em verdade vos digo, quem acredita em mim fará as obras que eu faço, e fará ainda maiores do que estas. Pois eu vou para o Pai,
e o que pedirdes em meu nome, eu o realizarei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho.
Se pedirdes algo em meu nome, eu o realizarei.
Palavra da Salvação.

SÃO LUÍS GRIGNON DE MONTFORT, RELIGIOSO - SANTORAL

Nós pregamos Cristo crucificado.
Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios 1, 18-25
Irmãos:
A pregação a respeito da cruz é uma insensatez para os que se perdem, mas para os que se salvam, para nós, ela é poder de Deus.
Com efeito, está escrito: 'Destruirei a sabedoria dos sábios e frustrarei a perspicácia dos inteligentes'.
Onde está o sábio? Onde o mestre da Lei? Onde o questionador deste mundo? Acaso Deus não mostrou a insensatez da sabedoria do mundo?
De fato, na manifestação da sabedoria de Deus, o mundo não chegou a conhecer Deus por meio da sabedoria; por isso, Deus houve por bem salvar os que crêem por meio da insensatez da pregação.
Os judeus pedem sinais milagrosos, os gregos procuram sabedoria;
nós, porém, pregamos Cristo crucificado, escândalo para os judeus e insensatez para os pagãos.
Mas para os que são chamados, tanto judeus como gregos, esse Cristo é poder de Deus e sabedoria de Deus.
Pois o que é dito insensatez de Deus é mais sábio do que os homens, e o que é dito fraqueza de Deus é mais forte do que os homens.
Palavra do Senhor.
Ide, por todo o mundo, a todos pregai o Evangelho.
Cantai louvores ao Senhor, todas as gentes, / povos todos, festejai-o!
R.
Pois comprovado é seu amor para conosco, / para sempre ele é fiel!
R.
Convertei-vos e crede no Evangelho!
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos 1, 14-20
Depois que João Batista foi preso, Jesus foi para a Galiléia, pregando o Evangelho de Deus e dizendo:
'O tempo já se completou e o Reino de Deus está próximo. Convertei-vos e crede no Evangelho!'
E, passando à beira do mar da Galiléia, Jesus viu Simão e André, seu irmão, que lançavam a rede ao mar, pois eram pescadores.
Jesus lhes disse: 'Segui-me e eu farei de vós pescadores de homens'.
E eles, deixando imediatamente as redes, seguiram a Jesus.
Caminhando mais um pouco, viu também Tiago e João, filhos de Zebedeu. Estavam na barca, consertando as redes;
e logo os chamou. Eles deixaram seu pai Zebedeu na barca com os empregados, e partiram, seguindo Jesus.
Palavra da Salvação.