Liturgia Diária

2ª-FEIRA DA 5ª SEMANA - PÁSCOA

Anunciamos que vos convertais
desses ídolos inúteis para o Deus vivo.
Leitura dos Atos dos Apóstolos 14, 5-18
Naqueles dias, em Icônio:
Pagãos e judeus, tendo à frente seus chefes, estavam dispostos a ultrajar e apedrejar Paulo e Barnabé.
Ao saberem disso, Paulo e Barnabé fugiram e foram para Listra e Derbe, cidades da Licaônia, e seus arredores.
Aí começaram a anunciar o Evangelho.
Em Listra, havia um homem paralítico das pernas, que era coxo de nascença e nunca fora capaz de andar.
Ele escutava o discurso de Paulo. E este, fixando nele o olhar e notando que tinha fé para ser curado,
disse em alta voz: 'Levanta-te direito sobre os teus pés. ' O homem deu um salto e começou a caminhar.
Vendo o que Paulo acabara de fazer, a multidão exclamou em dialeto licaônico: 'Os deuses desceram entre nós em forma de gente!'
Chamavam a Barnabé Júpiter e a Paulo Mercúrio, porque era Paulo quem falava.
Os sacerdotes de Júpiter, cujo templo ficava defronte à cidade, levaram à porta touros ornados de grinaldas e queriam, com a multidão, oferecer sacrifícios.
Ao saberem disso, os apóstolos Barnabé e Paulo rasgaram as vestes e foram para o meio da multidão, gritando:
'Homens, o que estais fazendo? Nós também somos homens mortais como vós, e vos estamos anunciando que precisais deixar esses ídolos inúteis para vos converterdes ao Deus vivo, que fez o céu, a terra, o mar e tudo o que neles existe.
Nas gerações passadas, Deus permitiu que todas as nações seguissem o próprio caminho.
No entanto, ele não deixou de dar testemunho de si mesmo através de seus benefícios, mandando do céu chuvas e colheitas, dando alimento e alegrando vossos corações'.
E assim falando, com muito custo, conseguiram que a multidão desistisse de lhes oferecer um sacrifício.
Palavra do Senhor.
Não a nós, ó Senhor, não a nós, ao vosso nome, porém, seja a glória
Ou: Aleluia, Aleluia, Aleluia.
Não a nós, ó Senhor, não a nós, / ao vosso nome, porém, seja a glória, / porque sois todo amor e verdade!Por que hão de dizer os pagãos: / 'Onde está o seu Deus, onde está?'
R.
É nos céus que está o nosso Deus, / ele faz tudo aquilo que quer. São os deuses pagãos ouro e prata, / todos eles são obras humanas.
R.
Abençoados sejais do Senhor, / do Senhor que criou céu e terra!Os céus são os céus do Senhor, / mas a terra ele deu para os homens.
R.
O Defensor, o Espírito Santo,
que o Pai enviará ele vos ensinará tudo
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 14, 21-26
Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos:
Quem acolheu os meus mandamentos e os observa, esse me ama. Ora, quem me ama, será amado por meu Pai, e eu o amarei e me manifestarei a ele.
Judas - não o Iscariotes - disse-lhe: 'Senhor, como se explica que te manifestarás a nós e não ao mundo?'
Jesus respondeu-lhe: 'Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e o meu Pai o amará, e nós viremos e faremos nele a nossa morada.
Quem não me ama, não guarda a minha palavra. E a palavra que escutais não é minha, mas do Pai que me enviou.
Isso é o que vos disse enquanto estava convosco.
Mas o Defensor, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, ele vos ensinará tudo e vos recordará tudo o que eu vos tenho dito.
Palavra da Salvação.

SÃO PIO V, PAPA - SANTORAL

Como servidores de Cristo
e administradores dos mistérios de Deus.
Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios 4, 1-5
Irmãos:
Que todo o mundo nos considere como servidores de Cristo e administradores dos mistérios de Deus.
A este respeito, o que se exige dos administradores é que sejam fiéis.
Quanto a mim, pouco me importa ser julgado por vós ou por algum tribunal humano. Nem eu me julgo a mim mesmo.
É verdade que a minha consciência não me acusa de nada. Mas não é por isso que eu posso ser considerado justo.
Quem me julga é o Senhor. Portanto, não queirais julgar antes do tempo. Aguardai que o Senhor venha. Ele iluminará o que estiver escondido nas trevas e manifestará os projetos dos corações. Então, cada um receberá de Deus o louvor que tiver merecido.
Palavra do Senhor.
Tu és eternamente sacerdote, segundo a ordem do rei Melquisedec!
Palavra do Senhor ao meu Senhor: / 'Assenta-te ao lado meu direito / até que eu ponha os inimigos teus / como escabelo por debaixo de teus pés!'
R.
O Senhor estenderá desde Sião / vosso cetro de poder, pois ele diz: / 'Domina com vigor teus inimigos;
R.
tu és príncipe desde o dia em que nasceste; / na glória e esplendor da santidade, / como o orvalho, antes da aurora, eu te gerei!'
R.
Jurou o Senhor e manterá sua palavra: / 'Tu és sacerdote eternamente, / segundo a ordem do rei Melquisedec!'
R.
Apascenta os meus cordeiros.
Apascenta as minhas ovelhas.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 21, 15-17
Jesus manifestou-se aos seus discípulos e,
depois de comerem, perguntou a Simão Pedro: 'Simão, filho de João, tu me amas mais do que estes?' Pedro respondeu: 'Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo'. Jesus disse: 'Apascenta os meus cordeiros'.
E disse de novo a Pedro: 'Simão, filho de João, tu me amas?' Pedro disse: 'Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo'. Jesus disse-lhe: 'Apascenta as minhas ovelhas'.
Pela terceira vez, perguntou a Pedro: 'Simão, filho de João, tu me amas?' Pedro ficou triste, porque Jesus perguntou três vezes se ele o amava. Respondeu: 'Senhor, tu sabes tudo; tu sabes que eu te amo'. Jesus disse-lhe: 'Apascenta as minhas ovelhas'.
Palavra da Salvação.