Liturgia Diária

3ª-FEIRA DA 19ª SEMANA - TEMPO COMUM

Ele fez-me comer o rolo,
e era doce como mel em minha boca.
Leitura da Profecia de Ezequiel 2, 8-3, 4
Assim fala o Senhor:
'Quanto a ti, Filho do homem, escuta o que eu te digo: Não sejas rebelde como esse bando de rebeldes. Abre a boca e come o que eu te vou dar'.
Eu olhei e vi uma mão estendida para mim e, na mão, um livro enrolado. Desenrolou-o diante de mim; estava escrito na frente e no verso e nele havia cantos fúnebres, lamentações e ais.
Ele me disse: 'Filho do homem, come o que tens diante de ti! Come este rolo e vai falar aos filhos de Israel'.
Eu abri a boca, e ele fez-me comer o rolo.
Depois disse-me: 'Filho do homem, alimenta teu ventre e sacia as entranhas com este rolo que eu te dou'. Eu o comi, e era doce como mel em minha boca.
Ele disse-me então: 'Filho do homem, vai! Dirige-te à casa de Israel e fala-lhes com as minhas palavras'.
Palavra do Senhor.
Como é doce ao paladar vossa palavra, ó Senhor!
Seguindo vossa lei me rejubilo / muito mais do que em todas as riquezas.
R.
Minha alegria é a vossa Aliança, / meus conselheiros são os vossos mandamentos.
R.
A lei de vossa boca, para mim, / vale mais do que milhões em ouro e prata.
R.
Como é doce ao paladar vossa palavra, / muito mais doce do que o mel na minha boca!
R.
Vossa palavra é minha herança para sempre, / porque ela é que me alegra o coração!
R.
Abro a boca e aspiro largamente, / pois estou ávido de vossos mandamentos.
R.
Não desprezeis nenhum desses pequeninos.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 18, 1-5. 10. 12-14
Naquele tempo:
Os discípulos aproximaram-se de Jesus e perguntaram: 'Quem é o maior no Reino dos Céus?'
Jesus chamou uma criança, colocou-a no meio deles
e disse: 'Em verdade vos digo, se não vos converterdes, e não vos tornardes como crianças, não entrareis no Reino dos Céus.
Quem se faz pequeno como esta criança, esse é o maior no Reino dos Céus.
E quem recebe em meu nome uma criança como esta, é a mim que recebe.
Não desprezeis nenhum desses pequeninos, pois eu vos digo que os seus anjos nos céus vêem sem cessar a face do meu Pai que está nos céus.
Que vos parece? Se um homem tem cem ovelhas, e uma delas se perde, não deixa ele as noventa e nove nas montanhas, para procurar aquela que se perdeu?
Em verdade vos digo, se ele a encontrar, ficará mais feliz com ela, do que com as noventa e nove que não se perderam.
Do mesmo modo, o Pai que está nos céus não deseja que se perca nenhum desses pequeninos.
Palavra da Salvação.

SÃO MAXIMILIANO MARIA KOLBE, PRESB. E MÁRTIR - SANTORAL

Foram aceitos como ofertas de holocausto.
Leitura do Livro da Sabedoria 3, 1-9
A vida dos justos está nas mãos de Deus, e nenhum tormento os atingirá.
Aos olhos dos insensatos parecem ter morrido; sua saída do mundo foi considerada uma desgraça,
e sua partida do meio de nós, uma destruição; mas eles estão em paz.
Aos olhos dos homens parecem ter sido castigados, mas sua esperança é cheia de imortalidade;
tendo sofrido leves correções, serão cumulados de grandes bens, porque Deus os pôs à prova e os achou dignos de si.
Provou-os como se prova o ouro no fogo e aceitou-os como ofertas de holocausto;
no dia do seu julgamento hão de brilhar, correndo como centelhas no meio da palha;
vão julgar as nações e dominar os povos, e o Senhor reinará sobre eles para sempre.
Os que nele confiam compreenderão a verdade, e os que perseveram no amor ficarão junto dele, porque a graça e a misericórdia são para seus eleitos.
Palavra do Senhor.
É preciosa aos olhos do Senhor, a morte dos santos, seus amigos.
Guardei a minha fé, mesmo dizendo: / 'É demais o sofrimento em minha vida!'Confiei, quando dizia na aflição: / 'Todo homem é mentiroso! Todo homem!'
R.
Que poderei retribuir ao Senhor Deus / por tudo aquilo que ele fez em meu favor?Elevo o cálice da minha salvação, / invocando o nome santo do SenhoR.
R.
Eis que sou o vosso servo, ó Senhor, / vosso servo que nasceu de vossa serva; / mas me quebrastes os grilhões da escravidão!Por isso oferto um sacrifício de louvor, / invocando o nome santo do Senhor.
R.
Ninguém tem amor maior
do que aquele que dá sua vida pelos amigos.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 15, 12-16
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
'Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros, assim como eu vos amei.
Ninguém tem amor maior do que aquele que dá sua vida pelos amigos.
Vós sois meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando.
Já não vos chamo servos, pois o servo não sabe o que faz o seu senhor. Eu chamo-vos amigos, porque vos dei a conhecer tudo o que ouvi de meu Pai.
Não fostes vós que me escolhestes, mas fui eu que vos escolhi e vos designei para irdes e para que produzais fruto e o vosso fruto permaneça. O que, então, pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo concederá.
Palavra da Salvação.