Liturgia Diária

5ª-FEIRA DA 32ª SEMANA - TEMPO COMUM

Acolhe-o já não como escravo
mas como um irmão querido.
Leitura da Carta de São Paulo a Filêmon 7-20
Carissimo:
Grande alegria e consolo tive por causa de tua caridade. Os corações dos santos foram reanimados por ti, irmão.
Por este motivo, se bem que tenha plena autoridade em Cristo para prescrever-te tua obrigação,
prefiro fazer apenas um apelo à tua caridade. Eu, Paulo, velho como estou e agora também prisioneiro de Cristo Jesus,
faço-te um pedido em favor do meu filho que fiz nascer para Cristo na prisão, Onésimo.
Antes, ele era inútil para ti; agora, ele é valioso para ti e para mim.
Eu o estou mandando de volta para ti. Ele é como se fosse o meu próprio coração.
Gostaria de tê-lo comigo, a fim de que fosse teu representante para cuidar de mim nesta prisão, que eu devo ao evangelho.
Mas, eu não quis fazer nada sem o teu parecer, para que a tua bondade não seja forçada, mas espontânea.
Se ele te foi retirado por algum tempo, talvez seja para que o tenhas de volta para sempre,
já não como escravo, mas, muito mais do que isso, como um irmão querido, muitíssimo querido para mim quanto mais ele o fôr para ti, tanto como pessoa humana quanto como irmão no Senhor.
Assim, se estás em comunhão de fé comigo, recebe-o como se fosse a mim mesmo.
Se em alguma coisa te prejudicou ou se alguma coisa te deve, põe em minha conta.
Eu, Paulo, de meu punho o escrevo; eu o pagarei, para não dizer que tu mesmo me deves a própria vida.
Sim, irmão, deixa que eu te explore no Senhor. Conforta em Cristo meu coração.
Palavra do Senhor.
Feliz quem se apóia no Deus de Jacó!
Ou: Aleluia, Aleluia, Aleluia.
faz justiça aos que são oprimidos; / ele dá alimento aos famintos, / é o Senhor quem liberta os cativos.
R.
O Senhor abre os olhos aos cegos, / o Senhor faz erguer-se o caído, / o Senhor ama aquele que é justo. É o Senhor quem protege o estrangeiro.
R.
E ele quem ampara a viúva e o órfão, mas confunde os caminhos dos maus. O Senhor reinará para sempre! / Ó Sião, o teu Deus reinará / para sempre e por todos os séculos!
R.
O Reino de Deus está entre vós.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 17, 20-25
Naquele tempo:
Os fariseus perguntaram a Jesus sobre o momento em que chegaria o Reino de Deus. Jesus respondeu: 'O Reino de Deus não vem ostensivamente.
Nem se poderá dizer: 'Está aqui'ou'Está ali', porque o Reino de Deus está entre vós. '
E Jesus disse aos discípulos: 'Dias virão em que desejareis ver um só dia do Filho do Homem e não podereis ver.
As pessoas vos dirão: 'Ele está ali'ou'Ele está aqui'. Não deveis ir, nem correr atrás.
Pois, como o relâmpago brilha de um lado até ao outro do céu, assim também será o Filho do Homem, no seu dia.
Antes, porém, ele deverá sofrer muito e ser rejeitado por esta geração.
Palavra da Salvação.

SANTO ALBERTO MAGNO, BISPO E DOUTOR DA IGREJA - SANTORAL

Ela o encherá do espírito de sabedoria e inteligência.
Leitura do Livro do Eclesiástico 15, 1-6
Quem teme a Deus, faz o bem; e quem observa a lei, consegue a sabedoria.
Ela vem aos seu encontro como mãe venerada, e como jovem esposa o abraça.
Ela o alimenta com o pão da vida e do entendimento e lhe dá de beber a água da salutar sabedoria. Nela ele se apóia e não cai;
confia nela e não será enganado. Ela o eleva entre seus companheiros
e faz com que ele tome a palavra no meio da assembléia. Ela o encherá do espírito de sabedoria e inteligência, e o cobrirá com o manto da glória.
Ele encontra a felicidade e uma coroa de alegria e ainda terá, como herança, um nome imortal.
Palavra do Senhor.
Ó Senhor, ensinai-me os vossos mandamentos!
Como um jovem poderá ter vida pura? / Observando, ó Senhor, vossa palavra.
R.
De todo o coração eu vos procuro, / não deixeis que eu abandone a vossa lei!
R.
Conservei no coração vossas palavras, / a fim de eu não peque contra vós.
R.
Ó Senhor, vós sois bendito para sempre; / os vossos mandamentos ensinai-me!
R.
Com meus lábios, ó Senhor, eu enumero / os decretos que ditou a vossa boca.
R.
Seguindo vossa lei me rejubilo / muito mais do que em todas as riquezas.
R.
Coisas novas e velhas.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 13, 47-52
Naquele tempo, disse Jesus à multidão:
'O Reino dos Céus é ainda como uma rede lançada ao mar e que apanha peixes de todo tipo.
Quando está cheia, os pescadores puxam a rede para a praia, sentam-se e recolhem os peixes bons em cestos e jogam fora os que não prestam.
Assim acontecerá no fim dos tempos: os anjos virão para separar os homens maus dos que são justos,
e lançarão os maus na fornalha de fogo. E aí, haverá choro e ranger de dentes.
Compreendestes tudo isso?' Eles responderam: 'Sim'.
Então Jesus acrescentou: 'Assim, pois, todo mestre da Lei, que se torna discípulo do Reino dos Céus, é como um pai de família que tira do seu tesouro coisas novas e velhas'.
Palavra da Salvação.