Liturgia Diária

6ª-FEIRA DA 12ª SEMANA - TEMPO COMUM

Este é o sinal de minha aliança:
todo homem entre vós deverá ser circuncidado.
Sara te dará um filho.
Leitura do Livro do Gênesis 17. 1. 9-10. 15-22
Abrão tinha noventa e nove anos de idade, quando o Senhor lhe apareceu e lhe disse: 'Eu sou o Deus Poderoso. Anda na minha presença e sê perfeito.
Deus disse ainda a Abraão: 'Guarda a minha aliança, tu e a tua descendência para sempre.
Esta é a minha aliança que devereis observar, aliança entre mim e vós e tua descendência futura: todo homem entre vós deverá ser circuncidado'.
Deus disse também a Abraão: 'Quanto à tua mulher, Sarai, já não a chamarás Sarai, mas Sara.
Eu a abençoarei e também dela te darei um filho. Vou abençoá-la, e ela será mãe de nações, e reis de povos dela sairão'.
Abraão prostrou-se com o rosto em terra, e pôs-se a rir, dizendo consigo mesmo: 'Será que um homem de cem anos vai ter um filho e que, aos noventa anos, Sara vai dar à luz?'.
E, dirigindo-se a Deus, disse: 'Se ao menos Ismael pudesse viver em tua presença'.
Deus, porém, disse: 'Na verdade, é Sara, tua mulher, que te dará um filho, a quem chamarás Isaac. Com ele estabelecerei a minha aliança, uma aliança perpétua para a sua descendência.
Atendo ao teu pedido, também, a respeito de Ismael. Eu o abençoarei e tornarei fecundo e extremamente numeroso. Será pai de doze príncipes e farei dela uma grande nação.
Mas, quanto à minha aliança, eu a estabelecerei com Isaac, o filho que Sara te dará no ano que vem, por este tempo'.
Tendo acabado de falar com Abraão, Deus se retirou.
Palavra do Senhor.
Será assim abençoado todo aquele que respeita o Senhor.
Feliz és tu se temes o Senhor / e trilhas seus caminhos!Do trabalho de tuas mãos hás de viver, / serás feliz, tudo irá bem!
R.
A tua esposa é uma videira bem fecunda / no coração da tua casa; / os teus filhos são rebentos de oliveira / ao redor de tua mesa.
R.
Será assim abençoado todo homem / que teme o Senhor. O Senhor te abençoe de Sião, / cada dia de tua vida.
R.
Se queres, tu tens o poder de me purificar.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 8, 1-4
Tendo Jesus descido do monte, numerosas multidões o seguiam.
Eis que um leproso se aproximou e se ajoelhou diante dele, dizendo: 'Senhor, se queres, tu tens o poder de me purificar. '
Jesus estendeu a mão, tocou nele e disse: 'Eu quero, fica limpo. ' No mesmo instante, o homem ficou curado da lepra.
Então Jesus lhe disse: 'Olha, não digas nada a ninguém, mas vai mostrar-te ao sacerdote, e faze a oferta que Moisés ordenou, para servir de testemunho para eles. '
Palavra da Salvação.

SANTO IRINEU, BISPO E MÁRTIR - SANTORAL

O servo do Senhor não deve ser briguento,
mas manso para com todos.
Leitura da Segunda Carta de São Paulo a Timóteo 2, 22b-26
Caríssimo:
Procura a justiça, a fé, a esperança, a caridade e a paz com aqueles que invocam o Senhor com o coração puro.
Nega-te a disputas estultas e sem finalidade, certo de que geram contendas.
Porque o servo do Senhor não deve ser briguento, mas manso para com todos, capaz de ensinar e paciente.
Deve corrigir com mansidão os que resistem à verdade, na esperança de que Deus lhes conceda converter-se ao conhecimento da verdade,
e de que voltem com sensatez à sua vontade, livrando-se dos laços do demônio, que os tem presos.
Palavra do Senhor.
O justo tem nos lábios o que é sábio.
Confia no Senhor e faze o bem, / e sobre a terra habitarás em segurança. Coloca no Senhor tua alegria, / e ele dará o que pedir teu coração.
R.
Deixa aos cuidados do Senhor o teu destino; / confia nele, e com certeza ele agirá. Fará brilhar tua inocência como a luz, / e o teu direito, como o sol do meio-dia.
R.
O justo tem nos lábios o que é sábio, / sua língua tem palavras de justiça; traz a Aliança do seu Deus no coração, / e seus passos não vacilam no caminho.
R.
Para que eles cheguem à unidade perfeita.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 17, 20-26
Naquele tempo, Jesus levantou os olhos ao céu e disse: Pai Santo,
eu não te rogo somente por eles, mas também por aqueles que vão crer em mim pela sua palavra,
para que todos sejam um como tu, Pai, estás em mim e eu em ti, e para que eles estejam em nós, a fim de que o mundo creia que tu me enviaste.
Eu dei-lhes glória que tu me deste, para que eles sejam um, como nós somos um:
eu neles e tu em mim, para que assim eles cheguem à unidade perfeita e o mundo reconheça que tu me enviaste e os amaste, como me amaste a mim.
Pai, aqueles que me deste, quero que estejam comigo onde eu estiver, para que eles contemplem a minha glória, glória que tu me deste porque me amaste antes da fundação do universo.
Pai justo, o mundo não te conheceu, mas eu te conheci, e estes também conheceram que tu me enviaste.
Eu lhes fiz conhecer o teu nome, e o tornarei conhecido ainda mais, para que o amor com que me amaste esteja neles, e eu mesmo esteja neles'.
Palavra da Salvação.