Liturgia Diária

5ª-FEIRA DA 33ª SEMANA - TEMPO COMUM

Continuaremos seguindo a aliança de nossos pais.
Leitura do Primeiro Livro dos Macabeus 2, 15-29
Naqueles dias:
Os delegados do rei Antíoco, encarregados de obrigar os judeus à apostasia, chegaram à cidade de Modin para organizarem os sacrifícios.
Muitos israelitas aproximaram-se deles, mas Matatias e seus filhos ficaram juntos, à parte.
Tomando a palavra, os delegados do rei dirigiram-se a Matatias, dizendo: 'Tu és um chefe de fama e prestígio na cidade, apoiado por filhos e irmãos.
Sê o primeiro a aproximar-te e executa a ordem do rei, como fizeram todas as nações, os homens de Judá e os que ficaram em Jerusalém. Tu e teus filhos sereis contados entre os amigos do rei. E sereis honrados, tu e teus filhos, com prata e ouro e numerosos presentes'.
Com voz forte, Matatias respondeu: 'Ainda que todas as nações, incorporadas no império do rei, passem a obedecer-lhe, abandonando a religião de seus antepassados e submetendo-se aos decretos reais,
eu, meu filhos e meus irmãos, continuaremos seguindo a aliança de nossos pais.
Deus nos guarde de abandonarmos sua Lei e seus mandamentos.
Não atenderemos às ordens do rei e não nos desviaremos de nossa religião nem para a direita nem para a esquerda'.
Mal ele concluiu estas palavras, um judeu adiantou-se à vista de todos para oferecer um sacrifício no altar de Modin segundo a determinação do rei.
Ao ver isso, Matatias inflamou-se de zelo e ficou profundamente indignado. Tomado de justa cólera, precipitou-se contra o homem e matou-o sobre o altar.
Matou também o delegado do rei, que queria obrigar a sacrificar, e destruiu o altar.
Ardia em zelo pela Lei, como Finéias havia feito com Zambri, filho de Salu.
E Matatias saiu gritando em alta voz pela cidade: 'Quem tiver amor pela Lei e quiser conservar a aliança, venha e siga-me!'
Então fugiu, ele e seus filhos, para as montanhas, abandonando tudo o que possuíam na cidade.
Também muitos, seguidores da justiça e do direito, desceram para o deserto e ali se estabeleceram.
Palavra do Senhor.
A todos que procedem retamente, eu mostrarei a salvação que vem de Deus.
Falou o Senhor Deus, chamou a terra, / do sol nascente ao sol poente a convocou. De Sião, beleza plena, Deus refulge.
R.
'Reuni à minha frente os meus eleitos, / que selaram a Aliança em sacrifícios!'Testemunha o próprio céu seu julgamento, / porque Deus mesmo é juiz e vai julgar.
R.
Imola a Deus um sacrifício de louvor / e cumpre os votos que fizeste ao Altíssimo. Invoca-me no dia da angústia, / e então te livrarei e hás de louvar-me'.
R.
Se tu também compreendesses hoje
o que te pode trazer a paz!
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 19, 41-44
Naquele tempo:
Quando Jesus se aproximou de Jerusalém e viu a cidade, começou a chorar. E disse:
'Se tu também compreendesses hoje o que te pode trazer a paz! Agora, porém, isso está escondido aos teus olhos!
Dias virão em que os inimigos farão trincheiras contra ti e te cercarão de todos os lados.
Eles esmagarão a ti e a teus filhos. E não deixarão em ti pedra sobre pedra. Porque tu não reconheceste o tempo em que foste visitada. '
Palavra da Salvação.

APRESENTAÇÃO DE NOSSA SENHORA - SANTORAL

Rejubila, alegra-te, cidade de Sião,
eis que venho para habitar no meio de ti.
Leitura da Profecia de Zacarias 2, 14-17
`Rejubila, alegra-te, cidade de Sião, eis que venho para habitar no meio de ti, diz o Senhor.
Muitas nações se aproximarão do Senhor, naquele dia, e serão o seu povo. Habitarei no meio de ti, e saberás que o Senhor dos exércitos me enviou a ti.
O Senhor entrará em posse de Judá, como sua porção na terra santa, e escolherá de novo Jerusalém.
Emudeça todo mortal diante do Senhor, ele acaba de levantar-se de sua santa habitação'.
Palavra do Senhor.
O Senhor se lembrou de mostrar sua bondade.
A minh'alma engrandece ao Senhor, e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador,
R.
pois, ele viu a pequenez de sua serva, / eis que agora as gerações hão de chamar-me de bendita. O Poderoso fez por mim maravilhas / e Santo é o seu nome!
R.
Seu amor, de geração em geração, / chega a todos que o respeitam. Demonstrou o poder de seu braço, / dispersou os orgulhosos.
R.
Derrubou os poderosos de seus tronos / e os humildes exaltou. De bens saciou os famintos / e despediu, sem nada, os ricos.
R.
Acolheu Israel, seu servidor, / fiel ao seu amor, como havia prometido aos nossos pais, / em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.
R.
E, estendendo a mão para os discípulos, Jesus disse:
'Eis minha mãe e meus irmãos.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 12, 46-50
Naquele tempo:
Enquanto Jesus estava falando às multidões, sua mãe e seus irmãos ficaram do lado de fora, procurando falar com ele.
Alguém disse a Jesus: 'Olha! Tua mãe e teus irmãos estão aí fora, e querem falar contigo. '
Jesus perguntou àquele que tinha falado: 'Quem é minha mãe, e quem são meus irmãos?'
E, estendendo a mão para os discípulos, Jesus disse: 'Eis minha mãe e meus irmãos.
Pois todo aquele que faz a vontade do meu Pai, que está nos céus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe. '
Palavra da Salvação.