Liturgia Diária

SOLENIDADE DA SANTÍSSIMA TRINDADE - TEMPO COMUM

Senhor, Senhor, Deus misericordioso e clemente.
Leitura do Livro do Êxodo 34, 4b-6. 8-9
Naqueles dias:
Moisés levantou-se, quando ainda fazia noite, e subiu ao monte Sinai, como o Senhor lhe havia mandado, levando consigo as duas tábuas de pedra.
O Senhor desceu na nuvem e permaneceu com Moisés, e este invocou o nome do Senhor.
Enquanto o Senhor passava diante dele Moisés gritou: 'Senhor, Senhor! Deus misericordioso e clemente, paciente, rico em bondade e fiel'.
Imediatamente, Moisés curvou-se até o chão
e, prostrado por terra, disse: 'Senhor, se é verdade que gozo de teu favor, peço-te, caminha conosco; embora este seja um povo de cabeça dura, perdoa nossas culpas e nossos pecados e acolhe-nos como propriedade tua'.
Palavra do Senhor.
A vós louvor, honra e glória eternamente!
Sede bendito, Senhor Deus de nossos pais. / Sede bendito, nome santo e glorioso.
R.
No templo santo onde refulge a vossa glória.
R.
E em vosso trono de poder vitorioso.
R.
Sede bendito, que sondais as profundezas / e superior aos querubins vos assentais.
R.
Sede bendito no celeste firmamento.
R.
A graça de Jesus Cristo, o amor de
Deus e a comunhão do Espírito Santo.
Leitura da Segunda Carta de São Paulo aos Coríntios 13, 11-13
Irmãos: Alegrai-vos, trabalhai no vosso aperfeiçoamento, encorajai-vos, cultivai a concórdia, vivei em paz, e o Deus do amor e da paz estará convosco.
Saudai-vos uns aos outros com o beijo santo. Todos os santos vos saúdam.
A graça do Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a comunhão do Espírito Santo estejam com todos vós.
Palavra do Senhor.
Deus enviou seu Filho ao mundo, para
que o mundo seja salvo por ele.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 3, 16-18
Deus amou tanto o mundo, que deu o seu Filho unigênito, para que não morra todo o que nele crer, mas tenha a vida eterna.
De fato, Deus não enviou o seu Filho ao mundo para condenar o mundo, mas para que o mundo seja salvo por ele.
Quem nele crê, não é condenado, mas quem não crê, já está condenado, porque não acreditou no nome do Filho unigênito.
Palavra da Salvação.