Liturgia Diária

6ª-FEIRA DA 20ª SEMANA - TEMPO COMUM

Ossos ressequidos, escutai a palavra do Senhor!
Vou abrir as vossas sepulturas
e conduzir-vos para a terra de Israel.
Leitura da Profecia de Ezequiel 37, 1-14
Naqueles dias:
A mão do Senhor estava sobre mim e por seu espírito ele me levou para fora e me deixou no meio de uma planície cheia de ossos
e me fez andar no meio deles em todas as direções. Havia muitíssimos ossos na planície e estavam ressequidos.
Ele me perguntou: 'Filho do homem, será que estes ossos podem voltar à vida?' E eu respondi: 'Senhor Deus, só tu o sabes'.
E ele me disse: 'Profetiza sobre estes ossos e dize: Ossos ressequidos, escutai a palavra do Senhor!
Assim diz o Senhor Deus a estes ossos: Eu mesmo vou fazer entrar um espírito em vós e voltareis à vida.
Porei nervos em vós, farei crescer carne e estenderei a pele por cima. Porei em vós um espírito, para que possais voltar à vida. Assim sabereis que eu sou o Senhor'.
Profetizei como me foi ordenado. Enquanto eu profetizava, ouviu-se primeiro um rumor, e logo um estrondo, quando os ossos se aproximaram uns dos outros.
Olhei e vi nervos e carne crescendo sobre os ossos e, por cima, a pele que se estendia. Mas não tinham nenhum sopro de vida.
Ele me disse: 'Profetiza para o espírito, profetiza, filho do homem! Dirás ao espírito: Assim diz o Senhor Deus: Vem dos quatro ventos, ó espírito, vem soprar sobre estes mortos, para que eles possam voltar à vida'.
Profetizei como me foi ordenado, e o espírito entrou neles. Eles voltaram à vida e puseram-se de pé: era uma imensa multidão!
Então ele me disse: 'Filho do homem, estes ossos são toda a casa de Israel. É isto que eles dizem: 'Nossos ossos estão secos, nossa esperança acabou, estamos perdidos!
Por isso, profetiza e dize-lhes: Assim fala o Senhor Deus: Ó meu povo, vou abrir as vossas sepulturas e conduzir-vos para a terra de Israel;
e quando eu abrir as vossas sepulturas e vos fizer sair delas, sabereis que eu sou o Senhor.
Porei em vós o meu espírito, para que vivais e vos colocarei em vossa terra. Então sabereis que eu, o Senhor, digo e faço - oráculo do Senhor'.
Palavra do Senhor.
Dai graças ao Senhor, porque ele é bom, porque eterna é a sua misericórdia!
Ou: Aleluia, Aleluia, Aleluia.
Que o digam os libertos do Senhor, / que da mão dos opressores os salvoue de todas as nações os reuniu, / do Oriente, Ocidente, Norte e Sul.
R.
Uns vagavam, no deserto, extraviados, / sem acharem o caminho da cidade. Sofriam fome e também sofriam sede, / e sua vida ia aos poucos definhando.
R.
Mas gritaram ao Senhor na aflição, / e ele os libertou daquela angústia. Pelo caminho bem seguro os conduziu / para chegarem à cidade onde morar.
R.
Agradeçam ao Senhor por seu amor / e por suas maravilhas entre os homens!Deu de beber aos que sofriam tanta sede / e os famintos saciou com muitos bens!
R.
Amarás o Senhor teu Deus, e ao
teu próximo como a ti mesmo.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 22, 34-40
Naquele tempo:
Os fariseus ouviram dizer que Jesus tinha feito calar os saduceus. Então eles se reuniram em grupo,
e um deles perguntou a Jesus, para experimentá-lo:
'Mestre, qual é o maior mandamento da Lei?'
Jesus respondeu: '`Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento!'
Esse é o maior e o primeiro mandamento.
O segundo é semelhante a esse: `Amarás ao teu próximo como a ti mesmo'.
Toda a Lei e os profetas dependem desses dois mandamentos.
Palavra da Salvação

SÃO PIO X, PAPA - SANTORAL

Desejávamos dar-vos não somente o evangelho de Deus,
mas até, a própria vida.
Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Tessalonicenses 2, 2b-8
Irmãos:
Encontramos em Deus a coragem de vos anunciar o evangelho, em meio a grandes lutas.
A nossa exortação não se baseia no erro, na ambigüidade ou no desejo de enganar.
Ao contrário, uma vez que Deus nos achou dignos para que nos confiasse o evangelho, falamos não para agradar aos homens, mas a Deus, que examina os nossos corações.
Bem sabeis que nunca usamos palavras de adulação, nem procedemos movidos por disfarçada ganância. Deus é testemunha disso.
E também não procuramos elogios humanos, nem da parte de vós, nem de outros,
embora pudéssemos fazer valer a nossa autoridade de apóstolos de Cristo. Foi com muita ternura que nos apresentamos a vós, como uma mãe que acalenta os seus filhinhos.
Tanto bem vos queríamos, que desejávamos dar-vos não somente o evangelho de Deus, mas até, a própria vida; a tal ponto chegou a nossa afeição por vós.
Palavra do Senhor.
Ó Senhor, eu cantarei eternamente vosso amor.
Ó Senhor, eu cantarei eternamente o vosso amor, / de geração em geração eu cantarei vossa verdade!Porque dissestes: 'O amor é garantido para sempre!' / E a vossa lealdade é tão firme como os céus.
R.
'Eu firmei uma Aliança com meu servo, meu eleito, / e eu fiz um juramento a Davi, meu servidor. Para sempre, no teu trono, firmarei tua linhagem, / de geração em geração garantirei o teu reinado!'
R.
Encontrei e escolhi a Davi, meu servidor, / e o ungi, para ser rei, com meu óleo consagrado. Estará sempre com ele minha mão onipotente, / e meu braço poderoso há de ser a sua força.
R.
Minha verdade e meu amor estarão sempre com ele, / sua força e seu poder por meu nome crescerão. Ele, então, me invocará: `Ó Senhor, vós sois meu Pai, / sois meu Deus, sois meu Rochedo onde encontro a salvação'!
R.
Apascenta os meus cordeiros.
Apascenta as minhas ovelhas.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 21, 15-17
Jesus manifestou-se aos seus discípulos e,
depois de comerem, perguntou a Simão Pedro: 'Simão, filho de João, tu me amas mais do que estes?' Pedro respondeu: 'Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo'. Jesus disse: 'Apascenta os meus cordeiros'.
E disse de novo a Pedro: 'Simão, filho de João, tu me amas?' Pedro disse: 'Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo'. Jesus disse-lhe: 'Apascenta as minhas ovelhas'.
Pela terceira vez, perguntou a Pedro: 'Simão, filho de João, tu me amas?' Pedro ficou triste, porque Jesus perguntou três vezes se ele o amava. Respondeu: 'Senhor, tu sabes tudo; tu sabes que eu te amo'. Jesus disse-lhe: 'Apascenta as minhas ovelhas'.
Palavra da Salvação.