Liturgia Diária

4ª-FEIRA DA 24ª SEMANA - TEMPO COMUM

Feliz o povo que o Senhor escolheu por sua herança!
Dai graças ao Senhor ao som da harpa, / na lira de dez cordas celebrai-o!Cantai para o Senhor um canto novo, / com arte sustentai a louvação!
R.
Pois reta é a palavra do Senhor, / e tudo o que ele faz merece fé. Deus ama o direito e a justiça, / transborda em toda a terra a sua graça.
R.
Feliz o povo cujo Deus é o Senhor, / e a nação que escolheu por sua herança!Sobre nós venha, Senhor, a vossa graça, / da mesma forma que em vós nós esperamos!
R.
Permanecem a fé, a esperança e a caridade.
Mas a maior delas é a caridade.
Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios 12, 31-13, 13
Irmãos:
Aspirai aos dons mais elevados. Eu vou ainda mostrar-vos um caminho incomparavelmente superior.
Se eu falasse todas as línguas, as dos homens e as dos anjos, mas não tivesse caridade, eu seria como um bronze que soa ou um címbalo que retine.
Se eu tivesse o dom da profecia, se conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, se tivesse toda a fé, a ponto de transportar montanhas, mas se não tivesse caridade, eu não seria nada.
Se eu gastasse todos os meus bens para sustento dos pobres, se entregasse o meu corpo às chamas, mas não tivesse caridade, isso de nada me serviria.
A caridade é paciente, é benigna; não é invejosa, não é vaidosa, não se ensoberbece;
não faz nada de inconveniente, não é interesseira, não se encoleriza, não guarda rancor;
não se alegra com a iniqüidade, mas se regozija com a verdade.
Suporta tudo, crê tudo, espera tudo, desculpa tudo.
A caridade não acabará nunca. As profecias desaparecerão, as línguas cessarão, a ciência desaparecerá.
Com efeito, o nosso conhecimento é limitado e a nossa profecia é imperfeita.
Mas, quando vier o que é perfeito, desaparecerá o que é imperfeito.
Quando eu era criança, falava como criança, pensava como criança, raciocinava como criança. Quando me tornei adulto, rejeitei o que era próprio de criança.
Agora nós vemos num espelho, confusamente, mas, então, veremos face a face. Agora, conheço apenas de modo imperfeito, mas, então, conhecerei como sou conhecido.
Atualmente permanecem estas três coisas: fé, esperança, caridade. Mas a maior delas é a caridade.
Palavra do Senhor.
Tocamos flauta para vós e não dançastes;
fizemos lamentações e não chorastes!
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 7, 31-35
Naquele tempo, disse Jesus:
Com quem hei de comparar os homens desta geração? Com quem eles se parecem?
São como crianças que se sentam nas praças, e se dirigem aos colegas, dizendo: 'Tocamos flauta para vós e não dançastes; fizemos lamentações e não chorastes!'
Pois veio João Batista, que não comia pão nem bebia vinho, e vós dissestes: 'Ele está com um demônio!'
Veio o Filho do Homem, que come e bebe, e vós dizeis: 'Ele é um comilão e beberrão, amigo dos publicanos e dos pecadores!'
Mas a sabedoria foi justificada por todos os seus filhos. '
Palavra da Salvação.

SÃO CORNÉLIO, PAPA, E SÃO CIPRIANO, BISPO, MÁRTIRES - SANTORAL

Aquele que ressuscitou o Senhor Jesus
nos ressuscitará também com Jesus
e nos colocará ao seu lado.
Leitura da Segunda Carta de São Paulo aos Coríntios 4, 7-15
Irmãos:
Trazemos esse tesouro em vasos de barro, para que todos reconheçam que este poder extraordinário vem de Deus e não de nós.
Somos afligidos de todos os lados, mas não vencidos pela angústia; postos entre os maiores apuros, mas sem perder a esperança;
perseguidos, mas não desamparados; derrubados, mas não aniquilados;
por toda parte e sempre levamos em nós mesmos os sofrimentos mortais de Jesus, para que também a vida de Jesus seja manifestada em nossos corpos.
De fato, nós, os vivos, somos continuamente entregues à morte, por causa de Jesus, para que também a vida de Jesus seja manifestada em nossa natureza mortal.
Assim, a morte age em nós, enquanto a vida age em vós.
Mas, sustentados pelo mesmo espírito de fé, conforme o que está escrito: 'Eu creio e, por isso, falei', nós também cremos e, por isso, falamos,
certos de que aquele que ressuscitou o Senhor Jesus nos ressuscitará também com Jesus e nos colocará ao seu lado, juntamente convosco.
E tudo isso é por causa de vós, para que a abundância da graça em um número maior de pessoas faça crescer a ação de graças para a glória de Deus.
Palavra do Senhor.
Os que lançam as sementes entre lágrimas, ceifarão com alegria.
Quando o Senhor reconduziu nossos cativos, / parecíamos sonhar; encheu-se de sorriso nossa boca, / 2bnossos lábios, de canções.
R.
Entre os gentios se dizia: 'Maravilhas fez com eles o Senhor!'Sim, maravilhas fez conosco o Senhor, / exultemos de alegria!
R.
4Mudai a nossa sorte, ó Senhor, / como torrentes no deserto. Os que lançam as sementes entre lágrimas, / ceifarão com alegria.
R.
Chorando de tristeza sairão, / espalhando suas sementes; / cantando de alegria voltarão, / carregando os seus feixes!
R.
Para que eles sejam um assim como nós somos um
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo escrito por João 17, 11b-19
Naquele tempo: Jesus ergueu os olhos ao céu e disse:
'Pai santo, guarda-os em teu nome, o nome que me deste, para que eles sejam um assim como nós somos um.
Quando eu estava com eles, guardava-os em teu nome, o nome que me deste. Eu guardei-os e nenhum deles se perdeu, a não ser o filho da perdição, para se cumprir a Escritura.
Agora, eu vou para junto de ti, e digo estas coisas, estando ainda no mundo, para que eles tenham em si a minha alegria plenamente realizada.
Eu lhes dei a tua palavra, mas o mundo os rejeitou, porque não são do mundo, como eu não sou do mundo.
Não te peço que os tires do mundo, mas que os guardes do Maligno.
Eles não são do mundo, como eu não sou do mundo.
Consagra-os na verdade; a tua palavra é verdade.
Como tu me enviaste ao mundo, assim também eu os enviei ao mundo.
Eu me consagro por eles, a fim de que eles também sejam consagrados na verdade'.
Palavra da Salvação.